A Ciência do Sistema Imunitário, de Matt Richtel, publicado pela Temas e Debates, é um livro de não-ficção de quase 500 páginas que se lê com o fôlego de uma narrativa. Este livro baseia-se numa aclamada série de artigos sobre imunoterapia do The New York Times e em conversas que manteve com dezenas de cientistas de renome mundial: «O somatório dessa minha viagem de aprendizagem compõe uma série de quadros e de lições, histórias de pessoas e fulcrais momentos científicos «eureca», fazendo com que o presente livro seja mais uma narrativa do que um manual científico.» (p. 23)

O autor centra-se justamente nas histórias de vida de quatro pacientes com diferentes disfunções imunológicas, como o HIV ou a artrite reumatoide, mas foca-se sobretudo no caso do seu amigo de infância Jason e da sua luta contra o cancro.

Jornalista do The New York Times galardoado com um Pulitzer, Matt Richtel conduz-nos numa viagem pelo sistema imunitário, ao longo dos últimos 70 anos, e sobre o seu papel na nossa saúde, especialmente com a viragem que se dá na história da imunologia com a SIDA.

(…)

Em conclusão, este livro não fala do actual vírus, tendo sido originalmente publicado antes desta pandemia, mas deixa claro como, ao longo da história, tem sido claro como o corpo humano «está dotado de chaves com fechaduras raras, por vezes inimagináveis (…) que o mundo ainda não viu, mas que poderá vir a ver. Antecipando a ameaça do inescrutável, as nossas defesas evoluíram como máquinas eternas.» (p. 108) (…)

Matt Richtel, nascido em 1966 em Los Angeles, é jornalista do The New York Times desde 2000. Venceu o Pulitzer Prize for National Reporting de 2010 com uma série de artigos que trouxe a público os riscos generalizados do uso de telemóveis e outros equipamentos eletrónicos durante a condução automóvel.

print
Paulo Nóbrega Serra
Written by Paulo Nóbrega Serra
Sou doutorado em Literatura com a tese «O realismo mágico na obra de Lídia Jorge, João de Melo e Hélia Correia», defendida em Junho de 2013. Mestre em Literatura Comparada e Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, autor da obra O Realismo Mágico na Literatura Portuguesa: O Dia dos Prodígios, de Lídia Jorge e O Meu Mundo Não É Deste Reino, de João de Melo, fruto da minha tese de mestrado. Tenho ainda três pequenas biografias publicadas na colecção Chamo-me: Agostinho da Silva, Eugénio de Andrade e D. Dinis. Colaboro com o suplemento Cultura.Sul e com o Postal do Algarve (distribuídos com o Expresso no Algarve e disponíveis online), e tenho publicado vários artigos e capítulos na área dos estudos literários. Trabalhei como professor do ensino público de 2003 a 2013 e ministrei formações. De Agosto de 2014 a Setembro de 2017, fui Docente do Instituto Camões em Gaborone na Universidade do Botsuana e na SADC, sendo o responsável pelo Departamento de Português da Universidade e ministrei cursos livres de língua portuguesa a adultos. Realizei um Mestrado em Ensino do Português e das Línguas Clássicas e uma pós-graduação em Ensino Especial. Vivi entre 2017 e Janeiro de 2020 na cidade da Beira, Moçambique, onde coordenei o Centro Cultural Português, do Camões, dois Centros de Língua Portuguesa, nas Universidades da Beira e de Quelimane. Fui docente na Universidade Pedagógica da Beira, onde leccionava Didáctica do Português a futuros professores. Resido agora em Díli, onde trabalho como Agente de Cooperação e lecciono na UNTL disciplinas como Leitura Orientada e Didáctica da Literatura. Ler é a minha vida e espero continuar a espalhar as chamas desta paixão entre os leitores amigos que por aqui passam.